1. IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE COM USO DE PULSEIRA;

2. IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE ATRAVÉS DE PLACA NO LEITO PARA PACIENTES QUE NÃO PODEM UTILIZAR PULSEIRA;

3. PROTOCOLO DE IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE ATRAVÉS ETIQUETA ADESIVA PARA PACIENTES QUE ESTÃO EM ATENDIMENTO AMBULATORIAL OU CONSULTA NA EMERGÊNCIA;

4. PROTOCOLO DE IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE;

5. PROCEDIMENTOS OPERACIONAL (POP);

6. ESTRATÉGIAS DE MONITORAMENTO E INDICADORES.